Fique por dentro dos principais tipos de pisos para a área externa

7 minutos para ler

Você conhece a importância de instalar bons pisos para área externa? A etapa da escolha do revestimento desses ambientes é importante, pois existem materiais próprios para essa função. Por esse motivo, é preciso descartar peças com acabamento escorregadio e liso, pois elas comprometem a segurança de quem utiliza esses locais.

Os materiais escolhidos devem ser resistentes, duradouros, práticos e capazes de satisfazer as necessidades de quem mora na casa. Por esse motivo, neste post, nós mostramos algumas opções de acabamentos e algumas dicas de como escolher o piso ideal. Confira!

Tipos de pisos para área externa

Entre as diversas opções de revestimento para ambientes externos, é preciso conhecer um pouco sobre cada um deles para fazer a melhor escolha. A seguir, apresentamos os materiais mais comuns para esse fim. Confira!

Decks de porcelanato de madeira

Além de passar uma sensação de aconchego ao ambiente, os decks de porcelanato amadeirados se destacam pela sua alta durabilidade e por terem baixos índices de absorção de líquidos, o que os torna ainda melhores combinados à alta resistência mecânica do material. Sua junta de apenas 2 milímetros de espessura também aparece como uma das maiores vantagens de uso desse material.

De superfície natural, ou seja, sem polimentos, esse tipo de revestimento tem fácil limpeza, já que não acumula limo em suas juntas e pode ser feita com detergente neutro. Outro ponto positivo da utilização desse material é a sustentabilidade, já que nenhuma árvore é prejudicada com a sua fabricação.

Porcelanatos de pedras antiderrapantes

Um dos principais cuidados em relação aos pisos para área externa é a segurança que eles precisam proporcionar, já que ficarão expostos a diversas interferências, como as chuvas e a água da piscina, por exemplo. Por esse motivo, é necessário que eles sejam antiderrapantes.

Os tipos de porcelanato que imitam pedras, assim como os amadeirados citados anteriormente, são uma ótima opção por conta do seu ótimo custo-benefício em relação às pedras naturais, além da limpeza também ser mais simples. É importante salientar que hoje em dia o mercado já disponibiliza esse tipo de revestimento em vários tamanhos e tipos diferentes, o que abre um leque de possibilidades na hora de escolher o que mais o agrada.

Piso cimentício

Antiderrapante e antitérmico, duas das características que fazem com que esse piso seja bastante utilizado nas áreas externas. Além disso, seu uso é capaz de deixar o ambiente em questão com ar mais moderno e industrial. Pode tanto ser aplicado de forma “natural” que, se feito de forma correta, quase não apresentará fissuras, quanto instalado em placas próprias de cimento ou de porcelanato.

Se instalado em placas ou de forma natural, a sua limpeza precisa ser feita com produtos próprios e é necessário ter um cuidado a mais em relação à sua impermeabilização. Caso o porcelanato que imita o efeito de cimento queimado seja utilizado, as peças podem ser limpas com mais facilidade.

Piso Fulget

Apesar de ter a aparência similar à granilite, esse piso tem a vantagem de ser um pouco mais irregular, o que o torna menos escorregadio que o outro material. Bastante poroso e de aspecto e acabamento mais rústico, é uma ótima opção para revestir quase todos os ambientes externos.

O piso Fulget ainda conta com outras vantagens, como resistência, capacidade antitérmica — ou seja, não retém o calor recebido dos raios UV — e durabilidade. Além disso, é uma opção ecologicamente correta e sustentável, visto que sua fabricação não envolve nenhum tipo de queima ou processos industriais que prejudiquem o meio ambiente.

Dicas de como escolher o piso ideal para a área externa

Ao definir o produto que será utilizado como revestimento para a área externa — que deve combinar com a decoração do ambiente, aliás —, o proprietário precisa, antes de tudo, conhecer as especificações dele. É essencial que as peças sejam antiderrapantes, de qualidade, que não tenham a necessidade de manutenção frequente e que a limpeza seja simples de ser realizada.

Não é uma tarefa simples encontrar um piso que combine todas as qualidades citadas acima, por esse motivo, é preciso fazer uma pesquisa minuciosa para escolher o revestimento que melhor atenda às suas necessidades, especialmente porque o aspecto irregular e poroso das peças antiderrapantes pode dificultar um pouco a limpeza.

O primeiro ponto de atenção para escolher o melhor entre os pisos para área externa é em relação ao local em que eles serão instalados. Se não for plano, é extremamente necessário escolher por um revestimento que proporcione boa aderência para que assim seja possível garantir a segurança dos moradores e de quem mais frequentá-lo.

Por falar nos locais em que eles serão instalados, também é preciso saber que cada um dos modelos performa melhor em determinado tipo de ambiente. Saber disso não só fará com que você consiga escolher o piso ideal para a área desejada como ajudará a economizar dinheiro, porque se o revestimento errado for escolhido, será necessário efetuar uma nova compra, dessa vez das peças corretas.

A seguir, listamos alguns ambientes externos e a opção de piso que performa de forma mais satisfatória em cada um. Confira!

Varandas e sacadas

Para as sacadas e varandas, que não recebem uma circulação tão grande de pessoas durante o dia, uma boa opção é investir nos porcelanatos naturais. Isso porque o acabamento desse revestimento é mais rústico do que os que são utilizados em ambientes internos porque não recebem polimento.

Área da churrasqueira

Já para as áreas gourmet ou da churrasqueira, o ideal é apostar em um revestimento que facilite a limpeza e que garanta excelente desempenho, já que esses são locais onde há o preparo de alimentos e, por isso, sofrem com umidade, partículas de gordura e resíduos. As melhores opções, nesse caso, são a cerâmica e o porcelanato acetinado.

Piscina

A área da piscina, como deck e as bordas, por estar constantemente em contato com a água, necessita de um tipo de piso que seja antiderrapante. Ele é capaz de oferecer o atrito necessário para que seja possível caminhar com segurança e, assim, evitar acidentes, como escorregões.

Garagem

O piso para esse ambiente necessita ter alta resistência à pressão e ao atrito exercidos pelo peso do carro. O mais indicado é que os revestimentos cimentícios sejam instalados nas garagens, uma vez que eles apresentam resistência superior em relação aos materiais com acabamento mais refinado.

Se esses locais comportam apenas veículos leves, como motos e carros de passeio, as placas cimentícias instaladas podem ser em grandes formatos, pois não há áreas grandes de rejunte e isso facilita a limpeza. Já se comportarem veículos mais pesados, como caminhões, o ideal é que o revestimento seja de cimento intertravado, pois elas apresentam maior resistência à compressão.

Como você pode perceber, existem vários tipos de pisos para área externa e cada um desempenha melhor sua função em determinado ambiente. Cabe a você pesquisar qual deles oferece mais vantagens e atendem às suas necessidades.

Gostou do assunto do texto? Então aproveite e compartilhe este post nas suas redes sociais! Assim, você pode ajudar alguém que está com as mesmas dúvidas.

Posts relacionados

Deixe um comentário